Thursday, February 02, 2006

Contra perdas e danos

Me dei conta de que sou aquele tipo de pessoa especialista em "deixar para lá". Me conformo muito facilmente com as coisas que não saem como planejado: perco oportunidades, sou reprovada em alguma cadeira da faculdade, alguém me faz qualquer maldade, faço péssimas compras... Enfim, quando coisas desse tipo acontecem, eu me conformo, faço de conta que não é comigo e sigo em frente, como se eu realmente fosse outra pessoa.

Hoje em dia, olhando para trás, me considero uma verdadeira sortuda. Percebo que desde os 12, 14 anos, época em que passei a ter consciência sobre a vida real, tive muitas alegrias, realizações e ganhos no meio do caminho. Se lutei e conquistei coisas boas por mérito, afirmo que tudo foi fruto de meros acasos, sem maiores pretensões. Eu deixava a vida me levar só pra ver o que iria acontecer logo em seguida.

Mas a verdade é que também tive que abrir mão de muitos sonhos, desejos, vontades... Conseqüências de meus desinteresses, meu fácil desapego, minha falta de esforço. E, ultimamente, essas perdas parecem estar se intensificando mais e suplicam por atitudes minhas para que se transformem. A minha vida grita para deixar de ser tão provisória e me pede um sentido, uma meta, um objetivo!

Porque o que ocorre hoje é que começo a perder dinheiro, tempo, e até a companhia de gente querida. Me vejo tendo sempre que adiar planos de curto e médio prazo porque nenhuma etapa foi cumprida. Tudo parece estático, esperando minhas decisões e, principalmente, minhas execuções.

Só que, dessa vez, decido por parar de reclamar da vida e de lamentar tanto. Assumo total responsabilidade pelo "inferno astral" que eu devo estar passando. Concluo que o acaso só é bom mesmo quando nos traz surpresas boas. E ele só nos premia se fizermos por onde conquistar.

As perdas e os danos que estão surgindo me servem ao menos para abrir os olhos, despertar para uma nova consciência. Quero o certo e não o duvidoso, o equilíbrio e não as oscilações. Quero a luta, a atitude, e não a espera que me faz parar no tempo... Eu quero mais, e quero melhor!

Prometo que farei por merecer.

4 Comentário(s) para: Contra perdas e danos

  • Sabe, Ledi.. nisso eu posso dizer q somos bem diferentes. Eu nunca deixo pra lá. Sou metódica e perfeccionista demais, e isso muitas vezes não é qualidade. Mas tem me proporcionado um bom ganho de tempo e de 'sanidade mental'... hehehe... boa sorte!

    Anonymous Val, em 3/2/06 12:58  

  • Puxa Lediana, parece até que fui eu que escrevi o texto, de tão certinho como ele encaixa na minha vida.

    Adorei mesmo, vem ao encontro do que estou sentindo agora.

    Vamos a luta, então, se precisar de mim é só gritar.

    Aquele abraço!

    Anonymous Mário Aragão, em 3/2/06 15:34  

  • Engraçado, eu estive pensando algo do tipo há pouco tempo atrás,,, Essa mania, tão admirada por muitos, de levar a vida numa boa, entregando na mãos do destino o próprio futuro! O destino vai dizer o que te pertence ou não,,,

    Não é à toa que tem um post lá no fotolog falando sobre atitudes,,, Sim! É preciso ter atitude! Do contrário a gente perde coisas por pura omissão, indisposição, esquecendo que o futuro quem faz somos nós mesmos,,,

    No entanto, não consigo pensar em futuro, Por mais que eu tente não consigo,,, Por fim, concluo que minhas atitudes devem consistir em modelar o presente, isto é, cuidar bem de si e de tudo ao redor, pois assim acredito que terei recompensa,,, É como já dizia um grande amigo: "Plante boas sementes, pois ainda que não colha os frutos eles certamente cairão sobre vc".

    A sua causa é nobre, Se vc não merece, quem vai merecer?!

    Anonymous David, em 5/2/06 14:08  

  • Uhm, nem sempre consigo passar como um rolo por cima das coisas. O que ainda busco, quando perco algo, é o que o substituiorá. Só que a vida tem me mostrado que nem sempre hà essa substituição.

    Anonymous Murilo Ebster, em 7/2/06 11:44  

Post a Comment

<< Voltar ao blog