Thursday, July 03, 2008

A escolhida

Não importa quanto tempo eu passe longe daqui, cedo ou tarde a vontade de postar vem. E nessas horas, não escrever é como um compromisso não honrado. Por isso, atendendo aos pedidos das minhas idéias e da minha consciência, peço licença pra trazer as novidades.

Queria eu dar grandes notícias, as quais espero ansiosa desde mesmo antes da minha última postagem. Mas ainda não é a hora. Porém, nesse meio tempo, é bem verdade que muitas coisas aconteceram. Assunto é o que não falta!

E o primeiro deles é de fato o mais importante. Ponto de partida para tudo o que se desenrolou até aqui.

Aquele dia foi diferente do normal na empresa. A "rádio-peão" anunciava que haveria naquela sexta-feira uma série de demissões em todas as áreas. Todos trabalhavam apreensivos, fosse pelo medo de estar na "lista", ou pela ansiedade em saber quem estaria.

Eu cheguei a desejar ser um dos "escolhidos". Minha motivação na empresa já não era mais a mesma, e isso não era novidade pra ninguém. E não havia qualquer perspectiva de mudança (mesmo com este evento que estava prestes a acontecer). Mas minha intuição dizia que não havia chegado a minha vez. E eu cheguei mesmo a lamentar o fato de tanta gente vir a ser demitida contra a vontade enquanto eu estava ali à disposição e sem entender por que a empresa ainda me mantinha ali.

Por isso que ao receber do meu chefe a notícia de que, sim, eu estava demitida, minha reação foi de surpresa disfarçando a alegria.

Aos poucos fui entendendo melhor a situação e por alguns momentos pensei na angústia que seria dali em diante. Minha saída implicava em outras conseqüências: a distância de grandes amigos, os quais não verei mais com tanta freqüência, e o salário que não virá mais rotineiramente a cada 15 dias. Instalou-se em mim certo receio contra o qual confesso estar lutando até hoje, ainda bem, com sucesso.

Ora. Amigos de verdade a distância não separa. E para a falta de dinheiro, a gente sempre dá um jeito.

E desde então meus dias mudaram completamente. Estou aproveitando esta parada para traçar novos rumos, adquirir novos hábitos, estudar, cuidar de mim, ler, escrever... Tudo o que eu não fazia antes alegando "falta de tempo". Está sendo bom também para entender melhor o que me move, o que me motiva, o que realmente importa pra mim. A cada dia tenho novas descobertas, sobre mim mesma, sobre o mundo que se apresenta ao meu redor. É o que pretendo relatar nos próximos posts.


Até lá!

4 Comentário(s) para: A escolhida

  • Olá moça.
    Foi um prazer sua companhia ontem, apesar de curtíssima.
    Esse era o texto que estava guardado né?
    Interessante isso de mudanças. Quanto a isso, posso falar com certeza de quem já passou por várias deste tipo, que se você seguir com calma tudo se organiza. Ou é isso, ou eu tenho muita sorte. Como não acredito sempre na sorte, vai seguindo e colhendo o que vier. Beijão.

    Blogger As Palavras Minhas, em 3/7/08 12:51  

  • E eu sei bem como tu anda aproveitando essa tua "folga", viu? ehehe

    Continue aproveitando que logo sua hora VERDADEIRA chegará. E até lá, me chame pros cantos! :P

    Anonymous Anne, em 16/7/08 01:59  

  • Ledi, paz e sorte... espero mais boas notícias!

    Anonymous Val, em 5/8/08 16:09  

  • oi Lediana! achei seu blog 1/2 perdido aqui nos meus bookmarks... e vejo que vc ficou quase 6 meses sem postar por aqui... desejo sucesso e muita paz neste momento! já vivenciei diversas mudanças profissionais e geralmente um giro de 180º em nossas vidas traz benefícios intelectuais incríveis. [ ]'s

    Anonymous fnandosp, em 19/8/08 01:09  

Post a Comment

<< Voltar ao blog