Tuesday, March 25, 2008

Não é porque eu quero. É porque eu preciso.

VOU TIRAR VOCÊ DO DICIONÁRIO
Zélia Duncan
Composição: Itamar Assumpção e Alice Ruiz


Eu vou tirar do dicionário
a palavra você
vou trocar-lá em miúdos

Mudar meu vocabulário
e no seu lugar
vou colocar outro absurdo

Eu vou tirar suas impressões
digitais da minha pele
Tirar seu cheiro dos meus lençóis
o seu rosto do meu gosto

Eu vou tirar você de letra
nem que tenha que inventar
outra gramática

Eu vou tirar você de mim
assim que descobrir
com quantos "nãos" se faz um sim

Eu vou tirar o sentimento
do meu pensamento
sua imagem e semelhança


Vou parar o movimento
a qualquer momento
procurar outra lembrança

Eu vou tirar, vou limar de vez sua voz
dos meus ouvidos
Eu vou tirar você e eu de nós
o dito pelo não tido


Eu vou tirar você de letra
nem que tenha que inventar
outra gramática

Eu vou tirar você de mim
assim que descobrir
com quantos "nãos" se faz um sim


"Tudo que você disser
deve fazer bem
Nada que você comer
deve fazer mal"

"Eu quero as mulheres
que dizem sim
e que não tem vergonha
de ser assim


Eu quero as mulheres
que dizem sim
E quem não tem vergonha..."

2 Comentário(s) para: Não é porque eu quero. É porque eu preciso.

  • Impressionante, é sempre a Zélia Duncan que te acompanha.

    Quem sabe se quando você tirar certas coisas da cabeça não mude também a trilha sonora? ehehe

    P.S.: Não é crítica!

    Beijos!

    Blogger boiband, em 26/3/08 10:28  

  • Impressionante é perceber um estranho anônimo me acompanhando a ponto de saber qual a minha "trilha sonora". De qualquer forma, é uma grata surpresa saber que sou lida por gente que nem imagino quem seja...

    Sim, Zélia Duncan, Engenheiros do Hawaii, O Teatro Mágico e Fabrício Carpinejar são, de fato, quem eu mais cito em meu blog. E acho difícil mudar este repertório!

    Mas, não premeditadamente, no próximo post já estou rascunhando uma citação inédita!

    Beijos!

    Blogger Lediana Aquino, em 26/3/08 16:33  

Post a Comment

<< Voltar ao blog