Friday, January 12, 2007

2006

Ainda dá tempo de falar do que passou? Lembro bem do meu pedido para o ano de 2006: CONTINUIDADE. E posso dizer que fui perfeitamente atendida.

Agora, de volta a um novo início, eu paro novamente e refaço o meu "balanço": o que conquistei, o que perdi, o que vi, o que vivi... E o que desejo para o futuro que tem pressa de chegar! Aliás, já chegou.

2006 foi um ano sobretudo de aprendizado. Eu que pensava que já tinha vivido o bastante para me dizer "experiente", percebi de uma vez por todas que, seja lá qual for o caminho que eu decida percorrer, serei sempre uma aprendiz.

Este blog e meu fotolog foram provas e testemunhas de alguns momentos bem marcantes:


As mudanças

Uma das primeiras coisas que fiz no ano foi me mudar. Eu dividia o aluguel de uma casa no bairro Montese com a amiga Érica, que saiu para ir morar novamente com os pais. Na mesma época, minha irmã, Luciana, estava prestes a sair do kit net onde morava no Bairro de Fátima. Resolvi trocar a casa pelo kit net, que tinha aluguel mais barato, e também uma ótima localização.

Cinco meses depois eu encontrei um ótimo apartamento no bairro Vila União, e resolvi trocar de novo. A morada seria ótima não fosse pelo incidente que me motivou a deixá-lo tão rapidamente: fui assaltada dentro de casa... Um episódio que nem merece ser lembrado aqui.

Paralelo a isso, recebi a ótima notícia de que havia sido aprovada no Programa de Arrendamento Residencial - PAR - da Caixa Econômica, o que me deu a oportunidade de ter um apartamento próprio, pago em prestações durante 15 anos. O condomínio, localizado no bairro Messejana, ficou pronto em setembro, e foi lá para onde novamente me mudei. Espero que dessa vez seja em definitivo, pelo menos enquanto eu morar em Fortaleza.


As viagens

Novos lugares e novas intenções. Os percursos aéreos que cruzei em 2006 foram pra Salvador (BA), em março, e Macaé (RJ), em maio. Fui fazer os concursos da Transpetro e da Petrobrás nas duas cidades respectivamente.

Passei para o cadastro de reserva em Salvador e aguardo ser convocada. Em Macaé, infelizmente não deu. Mas não desisto. Nesse ano novos concursos vão aparecer e as passagens já estarão marcadas! O bom foi perceber que é real a possibilidade de passar num desses concursos, basta ter um pouco mais de foco, dedicação e, claro, uma pequena dose sorte.

Além das provas, foi possível conhecer um pouco as cidades e tirar minhas impressões. Salvador é linda e agradável. Se for lá a minha nova moradia no futuro, será muito bem aceita. Macaé é a cidade movida a Petróleo. Quem mora lá está ligado à Petrobrás de alguma forma. Também fiz uma rápida passagem no Centro do Rio para fazer compras. Mas não vi o Pão de Açúcar nem o Cristo Redentor, não fui em Copacabana nem Ipanema, e em nenhum cenário de novela.

Aqui no Ceará, conheci Jericoacoara e todas as suas belezas. A viagem vale à pena! Como eu disse na época: falar não vai adiantar muita coisa, só indo lá e descobrindo, experimentando... Recomendadíssima! Também fui pra aqui pertinho: Beberibe e Praia das Fontes, com muitas belezas naturais e o marzão à nossa frente!

No Rio Grande do Norte, estive em minha terra Natal, linda como sempre; e em Mossoró e Tibau, num show do Biquini Cavadão: dia de festa, de alegria e amizade. E Pipa foi o palco do meu Reveillon encerrando meu 2006 e, ao mesmo tempo, abrindo 2007 e todas as suas (minhas) promessas!

Não há nada melhor do que viajar! Sozinha ou em boas companhias como as que estiveram do meu lado em 2006... Que meus destinos sejam cada vez mais belos, e os parceiros de viagem igualmente agradáveis!


Eu, por mim mesma

Dois eventos, em diferentes fases do ano passado, marcaram a permanente busca que faço por auto-conhecimento. Dessa vez, ao invés do vazio que sempre rondava minhas interrogações, fui ao encontro de muitas respostas.

O ponto de partida foi em abril, quando fiz o treinamento "DL - Desenvolvimento e Liderança". Participar da turma "DL - 38" foi uma experiência transformadora! Neste blog, falei bastante das conclusões às quais cheguei. Devo dizer então que tudo continua valendo, faz parte de mim, como tatuagem! Mas, que fique claro que o DL não resolve nossos problemas, apenas nos faz achar, por conta própria, alternativas de soluções. Cabe a nós decidir e realizar, obviamente! A diferença é que agora sou plenamente consciente disso! É a tal história do "fazer acontecer".

Em agosto tive um encontro marcado com a artista que há em mim... Participei da Oficina de Poesia com Heitor Ferraz Melo, no Dragão do Mar, onde consegui redescobrir meu gosto pela escrita. Porém também aprendi que não basta inspiranção e vontade para criar. Também é preciso muito suor: estudar, ler, discutir, estar no meio de gente que também leia, que também escreva! E, no fim das contas, essa oficina serviu de trampolim para minha integração ao Por MAIS Leitura, um grupo que se reúne sempre com o objetivo de fazer rodas de leitura e discussão de textos, obras, autores... Cada encontro é um bálsamo em meio ao rotineiro turbilhão da semana inteira!

Foi por essa época que decidi parar de tentar escolher entre os talentos que identifico em mim: Artista, Atleta, Engenheira. Como diria Lenine, sou "todas elas juntas num só ser" e posso conviver hamoniosamente com as três. Foi o que provei a mim mesma nos últimos meses do ano! A artista agora sabe fazer poemas que transcende o que ela sente e pensa; a (futura) engenheira, apesar de ter dado uma pausa no semestre da faculdade, está oito horas por dia dedicada ao trabalho na fábrica; e a atleta participou de 2 corridas rústicas, conseguindo completar bem os percursos de 5 e 10 quilômetros respectivamente.


E o final do ano veio com muitas festas e confraternizações em companhia de novos e velhos amigos! Tava tudo tão bom que até me deu receio de algo desmoronar de repente. Mas no fim tudo deu certo e o ano se despediu da melhor forma possível, sob fogos, brisas noturnas, banhos de sidra e amigos ao redor.

Obrigada a todos que participaram do meu 2006. Do início ao fim, perto ou longe, reais ou virtuais, sempre ou às vezes... As pessoas deram a este ano um colorido muito especial!

Falando em Lenine, é ele quem canta as minhas regras para 2007! Desde que ouvi essa música a primeira vez, numa novela, achei ótima! Diz tudo sem perder a poesia. Então, vamos aproveitar os momentos, vamos ser práticos, sem melodramas. Este presente é precioso!


Do It
Lenine/Ivan Santos


Tá cansada, senta
Se acredita, tenta
Se tá frio, esquenta
Se tá fora, entra
Se pediu, agüenta

Se sujou, cai fora
Se dá pé, namora
Tá doendo, chora
Tá caindo, escora
Não tá bom, melhora

Se aperta, grite
Se tá chato, agite
Se não tem, credite
Se foi falta, apite
Se não é, imite

Se é do mato, amanse
Trabalhou, descanse
Se tem festa, dance
Se tá longe, alcance
Use sua chance

Se tá puto, quebre
Ta feliz, requebre
Se venceu, celebre
Se tá velho, alquebre
Corra atrás da lebre

Se perdeu, procure
Se é seu, segure
Se tá mal, se cure
Se é verdade, jure
Quer saber, apure

Se sobrou, congele
Se não vai, cancele
Se é inocente, apele
Escravo, se rebele
Nunca se atropele

Se escreveu, remeta
Engrossou, se meta
Quer dever, prometa
Pra moldar, derreta
Não se submeta


Beijos!

E obrigada também por ter lido até aqui :)

4 Comentário(s) para: 2006

  • É sempre bom ler retrospectivas como essa! Faz o ano parecer um grande presente na vida de alguém,,, O mais interessante é que nenhuma realização está diretamente ligada a uma daquelas veeeelhas resoluções de ano novo,,, Tudo parece conseqüência de boas atitudes, bons pensamentos, enfim, boas ações!


    Melhor ainda é saber que pude participar dos momentos mais decisivos,,, Dos bons e, certamente, dos ruins também! Momentos que passam, mas ficam na lembrança de bons anos,,, Assim como foi 2006!


    E que vc tenha um 2007 ainda melhor ;D

    Blogger David, em 17/1/07 23:13  

  • se tomarmos atitudes como essas da música que você postou 2007 tem tudo para ser ainda mais repleto de realizações

    Blogger MitraLiterata, em 26/1/07 09:39  

  • Nossa, 2006 foi um ano muito bom pra vc, hein?!

    Não sei se tive tantas conquistas como a sua, mas 2006 marcou em minha vida pela, enfim, chegada do amor...
    :-)

    Que 2007 seja um ano melhor ainda do que foi 2006!

    Bjos!

    Blogger Xelly, em 1/2/07 09:58  

  • Oi! Estou viva! Tu estás?

    A vida mudou em 2007 em alguns aspectos! Que venha ele com o que tiver, de bom ou ruim (não, de ruim não...)

    Sumi da net porque tava sem internet (dã, que redundância)... agora, tudo está voltando!

    Beijos e feliz 2007 (meio atrasado, né?)

    Anonymous Anne, em 9/2/07 12:29  

Post a Comment

<< Voltar ao blog